DETONATube | Youtube Plays 19

Gol de Henrique, Sport 0 x 1 Cruzeiro – Série A 16/11/2016

Curtam nossa página: http://www.facebook.com/LeandroSportsVideos

Cruzeiro aproveita pênalti perdido de D. Souza, vence e se garante na elite.
O Cruzeiro venceu o Sport, na noite desta quarta-feira (16), por 1 a 0, na Ilha do Retiro, no Recife, com gol de Henrique, e afastou a possibilidade de um inédito rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado obtido na 35ª rodada da principal competição nacional, os mineiros chegam a 47 pontos, nove a mais que o Internacional, 17º colocado, e assumem a 11ª posição. Os pernambucanos ficam com 43 e estão em 15º lugar.

O melhor: Renê chama atenção com a camisa do Sport
Renê foi o principal nome do jogo apesar da derrota do Sport. O lateral esquerdo chegou com frequência à linha de fundo e acertou cruzamentos primorosos. Os companheiros, contudo, não foram eficientes nas finalizações. Diego Souza, Rogério e Ruiz desperdiçaram chances em passes do camisa 6.

O pior: Marcos Vinícius força passes e comete muitos erros
O meia-atacante tentou lançamentos e passes de efeito a todo instante. Recém-recuperado de lesão, não teve o melhor tempo de bola possível e acabou substituído por Alex aos 14 minutos da etapa complementar. A saída do jogador deu mais organização ao meio de campo do time comandado por Mano Menezes.

Erros de Willian levam Mano Menezes à loucura
Willian assumiu a condição de titular do Cruzeiro desde a partida de volta da semifinal da Copa do Brasil. O substituto de Ramón Ábila, no entanto, não fez uma partida convincente nesta quarta-feira. Ele acumulou erros de finalização e desperdiçou boas oportunidades de marcar para os mineiros.

Diego Souza perde pênalti e Rafael segue em alta nas cobranças
Pênalti diante de Rafael, substituto de Fábio no Cruzeiro, não é bom sinal. Em sua carreira como profissional, o goleiro teve que enfrentar seis cobranças de pênaltis e foi feliz em nada menos que cinco delas. Somente a primeira, no duelo com o Ipatinga, em 2010, terminou em gol. Quatro foram defendidas pelo herdeiro de Fábio. O atleta impediu batidas diante de Palmeiras (2011), Atlético-PR (2016), São Paulo (2016) e Vitória (2016). E o de Diego Souza parou no travessão.

Henrique volta a marcar e vive fase de artilheiro

Henrique alcançou a marca de seis gols com a camisa do Cruzeiro na temporada. É o maior feito do volante pelo clube. O máximo que ele conseguiu foi balançar as redes adversárias em quatro oportunidades (em 2009 e 2010). O momento do meio-campista é tão bom que ele já contabiliza mais gols que Rafael Sóbis, atacante de origem.

Passes errados e ligações diretas dificultam jogo do Cruzeiro
Henrique, Ariel Cabral e Marcos Vinícius cometeram muitos erros, sobretudo no primeiro tempo. O trio teve dificuldades em ligar o ataque e cedeu muitos contragolpes ao mandante. A cada equívoco dos meio-campistas, o técnico Mano Menezes ia à loucura na área técnica. A situação foi consertada após o gol, principal porque obrigou o Cruzeiro a se defender.

Sport se fecha e sai em contragolpes e cruzamentos
O mandante optou por duas jogadas distintas ao agredir o Cruzeiro. A bola aérea foi uma arma importante. Renê, pelo lado esquerdo, fez bons cruzamentos. O lateral ainda se apresentou como nome fundamental nas cobranças de escanteio. Rogério, Diego Souza e Everton Felipe chegaram frequentemente em contra-ataques. O trio, porém, não estava com a pontaria calibrada em campo.

Mano conserta marcação e reduz espaço do Sport
Na volta do intervalo, Mano Menezes mudou a forma de o Cruzeiro jogar. A valorização da posse de bola passou a ser um artifício do Sport. Os mineiros optaram por jogar atrás da linha da bola e sair em lances de contragolpe. A equipe mineira atuou com duas linhas de quatro, dando liberdade a Arrascaeta e Willian para armar lances de velocidade.

Árbitro recolhe lata arremessada e torcedor é identificado
Thiago Duarte Peixoto (SP) entregou ao quarto árbitro Marcelo Aparecido de Souza (SP) uma lata de cerveja que foi atirada por um torcedor do Sport no gramado. O responsável pela ação foi identificado e conduzido pela Polícia Militar (PM) para fora da Ilha do Retiro. A identificação do infrator pode beneficiar o time pernambucano em um possível julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).